Visitantes desde 08 de Fevereiro de 2016

Visitors since February 08, 2016

A reprodução ou publicidade de seu conteúdo são permitidas apenas para finalidade educativa, desde que citada a fonte.

Reproduction or publicity of any of content  are allowed exclusively for educational purposes, with mention about the source .

 

ACANTÓDIOS

Acanthodians
Os acantódios são conhecidos apenas no registro fóssil, já que toda a linhagem encontra-se atualmente extinta. Estão entre os mais antigos vertebrados dotados de mandíbulas e apresentavam semelhanças tanto com os condríctios quanto com os osteíctios. Uma de suas características mais marcantes era a presença de espinhos em suas nadadeiras. Essas estruturas costumam ser restos fósseis comuns destes animais e, no Brasil, são encontrados principalmente em depósitos de origem marinha datados de aproximadamente 400 milhões de anos.
 
 
Acanthodians are known only from the fossil record, since their whole lineage is now extinct. They were among the earliest vertebrates with jaws and had similarities with both chondrichtyans and osteichthyans. One of their most striking features was the presence of spines in their fins. These structures use to be common fossil remains of these animals and, in Brazil, are often found in 400-million-years-old marine deposits.

PARA SABER MAIS  find more about

BARTON, M. 2006. Bond’s Biology of Fishes (3ed.). New York: Thomson Brooks, 912p.

 

BENTON, M.J. 2005. Vertebrate Palaeontology (3ed.). Oxford: Blackwell Publishing, 455p.

 

BOND, E.C. 1996. Biology of Fishes (2ed.). Orlando: Saunders College Publisher, 750p.

 

GALLO, V.S.B.; SILVA, H.M., BRITO, P.M.; FIGUEIREDO, F.J. (orgs.). 2012. Paleontologia de Vertebrados: Relações entre América do Sul e África. Rio de Janeiro: Interciência, 336p. 

 

LONG, J.A. 1996. The Rise of Fishes: 500 Million Years of Evolution. Baltimore: The John Hopkins University Press, 224p.

 

LECOINTRE, G.; LE GUYADER, H. 2007. The Tree of Life: A Phylogenetic Classification. Cambridge: Harvard University Press, 560p.

 

MAISEY, J.G. 1996. Discovering Fossil Fishes. New York: Henry Holt & Co, 223p.

 

SANTOS, M.E.C.M.; CARVALHO, M.S.S. 2004. Paleontologia das Bacias do Parnaíba, Grajaú e São Luís: Reconstituições Paleobiológicas. Rio de Janeiro: CPRM, 212p.