Visitantes desde 08 de Fevereiro de 2016

Visitors since February 08, 2016

A reprodução ou publicidade de seu conteúdo são permitidas apenas para finalidade educativa, desde que citada a fonte.

Reproduction or publicity of any of content  are allowed exclusively for educational purposes, with mention about the source .

 

PRIMATAS

Primates
Os primatas compreendem uma grande variedade de animais - entre os quais está a espécie humana moderna - que atualmente habitam principalmente as zonas tropicais do planeta. A maior parte das espécies desenvolveu hábitos arborícolas, mas algumas variedades tornaram-se bem adaptadas à vida no solo. Os mais antigos fósseis conhecidos de primatas foram datados em 55 milhões de anos, mas estudos moleculares sugerem que a linhagem é ainda mais antiga, podendo ter surgido há mais de 66 milhões de anos. Os primatas que habitam a América do Sul são classificados como platirrinos, e incluem bugios, saguis e micos-leões. Ainda não há consenso sobre a forma como seus ancestrais chegaram até aqui, já que durante um longo período de tempo o território sul-americano permaneceu completamente isolado dos outros continentes. 
 
 
Primates comprise a wide variety of animals - including the modern humans - that currently inhabit the tropical zones of the planet mainly. Most species developed arboreal habits but some have become well-adapted to living in the ground. The oldest primate fossils ever known are estimated 55 million years in age, but molecular studies suggest that this lineage is possibly older and may have emerged before 66 million years ago. The South America's primates are classified as platyrrhines, and include howler monkeys, marmosets and tamarins. There is no consensus about how their ancestors have come, since for a long time the South American territory remained completely isolated from other continents.
 
 

PARA SABER MAIS  find more about

ATTENBOROUGH, D. 2002. The Life of Mammals. Princeton: The Princeton University Press, 320p.

 

CARTELLE, C. 1994. Tempo passado: mamíferos do Pleistoceno de Minas Gerais. Belo Horizonte: Editora Palco, 131p.

 

CARTELLE, C. 2012. Das grutas à luz: Os mamíferos pleistocênicos de Minas Gerais. Belo Horizonte: Editora Bicho do Mato, 236p.

 

CARTELLE, C.; HARTWIG, W.C. 1996. A new extinct primate among the Pleistocene megafauna of Bahia, Brazil. PNAS. Washington: The National Academy of Science, 93: p.6405-6409.

 

COZZUOL, M.A. 2006. The Acre Vertebrate Fauna: Diversity and Geography. Journal of South American Earth Sciences. Amsterdam: Elsevier, 21: p.185-203.

 

GALLO, V.S.B.; SILVA, H.M., BRITO, P.M.; FIGUEIREDO, F.J. (orgs.). 2012. Paleontologia de Vertebrados: Relações entre América do Sul e África. Rio de Janeiro: Interciência, 336p.

 

HAAG, N.A. 2009. Paleoecologia do Mioceno Superior da Amazônia Sul-Ocidental. Dissertação (Mestrado). Rio Branco: Universidade Federal do Acre, 73p.

 

HALENAR, L.B.; ROSENBERGER, A.L. 2013. A closer look at the "Protopithecus" fossil assemblages: new genus and species from Bahia, Brazil. Journal of Human Evolution. Bethesda: National Institute of Health, 65 (4): p.374-390.

 

HARTWIG, W.C. (org.) 2002. The Primate Fossil Record. Cambridge: Cambridge University Press,  533p.

 

HOORN, C.; WESSELINGH, F. 2010. Amazonia, Landscape and Species Evolution: A Look into the Past. Oxford: Wiley-Blackwell Publishers, 464p.

 

HEISER, J.B.; JANIS, C.M.; POUGH, F.H. 2008. A Vida dos Vertebrados (4ed.). São Paulo: Atheneu, 718p.

 

MACDONALD, D.W. 2009. The Princeton Encyclopedia of Mammals. Princeton: The Princeton University Press, 976p.

 

PAULA-COUTO, C. 1953. Paleontologia Brasileira: Mamíferos. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 521p.

 

PAULA-COUTO, C. 1979. Tratado de Paleomastozoologia. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Ciências, 590p.

 

RANZI, A. 2000. Paleoecologia da Amazônia: Megafauna do Pleistoceno. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 101p.